#3 Como manter hábitos e rotinas de estudo em época de Covid-19?

- Manual de Sobrevivência para Estudantes -

Há mais ou menos três semanas que, muitos de nós, deixamos os habituais contextos de estudo/trabalho com a recomendação de ficarmos em casa para minimizarmos o impacto do Covid19 na nossa sociedade. E, que bom é estar no conforto da nossa casa, com a nossa família, e com todo um conjunto de diversões e distrações à disposição. Mas, no meio de tudo isto, onde fica a nossa disposição para estudar?

            Aqui vão algumas dicas para ajudar nessa fase:

  • A escolha do local de estudo: Estudar exige concentração! Sempre que possível devemos optar por um lugar tranquilo, agradável e com privacidade como, por exemplo, um quarto ou um escritório. Para a escolha deste local, tenha em atenção os seguintes aspetos:
  1. Boa temperatura, boa iluminação, e boa ventilação. Privilegie espaços com acesso a uma janela, através da qual possa usufruir de luz natural, e também arejar o seu espaço de trabalho.
  2. Secretária suficientemente espaçosa, com todo o material necessário ao estudo (e.g., computador, livros, calculadora, material de escrita).
  3. Cadeira confortável, proporcional à sua estatura e à sua mesa de trabalho.
  4. Se optar por ficar no quarto, resista à utilização da cama. Ao estudar deitado/a na cama está a enviar mensagens contraditórias ao seu cérebro.
  5. Pode ajudar a evitar interrupções colocando um aviso na porta a indicar que está em aulas/ a estudar. Por exemplo: “Estarei a estudar das 10h às 12h. Por favor, não interromper”.
  • A sessão de estudo: durante este período que estamos em casa podem acontecer duas coisas: ou achamos que temos “todo o tempo do mundo” e desleixamos o estudo; ou, achamos que é agora que vamos ser “superprodutivos” e desatamos a estudar. No entanto, o ideal é não cairmos em nenhum dos extremos. Por isso, planificarmos bem as nossas sessões de estudo é fundamental.
  1. Trabalhe a sua motivação: tenha bem claro para si quais são as suas principais motivações/ razões para estudar. A motivação para o estudo é um dos aspetos mais importantes para a aprendizagem e, consequentemente, para o sucesso académico. É essencial que sinta que estuda movido/a pela curiosidade, pela satisfação em aprender, pelo desejo de autorrealização, e não apenas por obrigação.
  2. Estabeleça um horário: procure manter um horário de estudo próximo do que faria se estivesse em regime de aulas presenciais. O recomendado é estudar, aproximadamente, 3 a 4h por dia, 5 a 6 dias por semana. Estude, por exemplo, de segunda a sexta, e utilize o sábado de manhã para efetuar revisões. Seja rigoroso e regular no seu cumprimento.
  3. Alterne as disciplinas: não se concentre apenas numa disciplina. Divida o seu tempo de estudo entre as várias matérias. Comece pelas mais fáceis, vá prosseguindo com as mais difíceis, e termine novamente com as mais fáceis e que lhe dão mais prazer.
  4. Faça pausas: Apesar de ter de estudar 3 a 4h por dia, não é recomendável fazê-lo de seguida. Cada momento de estudo deve ter a duração máxima de 45 minutos. Após esse período a sua capacidade de atenção e concertação já diminuiu bastante. Assim, faça uma pausa para satisfazer necessidades básicas e dar tempo ao seu cérebro de recuperar do esforço.
  5. Use diferentes métodos de estudo que irão ajudar na compreensão e memorização dos conteúdos:

-  Tire notas: quer durante as aulas online, quer durante a leitura da bibliografia recomendada, e use-as como guias para a sua sessão de estudo;

Sublinhe os apontamentos: use cores para sublinhar palavras ou ideias-chave nos artigos ou capítulos de livros recomendados para o estudo;

Faça esquemas, mapas concetuais e resumos dos materiais de estudo recomendados;

Resolva exercícios ou tarefas recomendadas pelos docentes; 

Pesquise informações adicionais que complementem os seus conhecimentos;

6. Estude sem distrações: Procure estudar sem telemóvel, televisão ou outras distrações. Resista à tentação de abrir aquela notificação que acabou de chegar, logo agora que tinha decidido começar a estudar. E, prefira um espaço sem música, ou use música de fundo para tarefas mais mecânicas ou rotineiras.

7. Reserve tempo para os trabalhos de casa e os trabalhos em grupo: este tempo não deve ser contabilizado nas 3 a 4h por dia de estudo sugeridas – deve ser considerado tempo extra. No caso dos trabalhos de grupo, agende sessões de trabalho online com os colegas, para as quais definiram previamente um tempo máximo de duração, bem como, um plano de trabalho. Distribuam tarefas pelos vários elementos do grupo, realizem-nas, e agendem nova reunião para a sua discussão e integração no trabalho final.

8. Faça sessões de esclarecimento de dúvidas com o/a docente e com os colegas: aproveite as aulas online para esclarecer, junto do/a docente, dúvidas que tenha em relação à matéria que já estudou. Se fizer sessões de estudo em grupo, confirme com os colegas o entendimento sobre determinados conteúdos que foram lecionados e que lhe podem estar a suscitar mais dúvidas.

9. Autoavalie o que aprendeu: para cada conteúdo lecionado antecipe um conjunto de questões que considera que poderão ser foco de avaliação. Procure responder a essas questões. E, quando terminar, confira as suas respostas. Utilize também testes de anos anteriores que, por vezes, são disponibilizados. E, se fizer sessões de estudo em grupo, troque com os seus colegas possíveis questões sobre a matéria lecionada.

  •  Estilo de vida saudável: é extremamente importante, nas atuais circunstâncias, cuidarmos de nós, quer em termos físicos, quer em termos da nossa saúde mental. O estudo será favorecido se mantivermos hábitos de vida saudáveis. Assim, é necessário ter em atenção:
  1. Alimentação: Escolha comida variada e saudável, prepare as suas refeições, e coma a horas regulares. Nunca estude de estômago vazio, pois os seus níveis de atenção e concentração não estarão no seu máximo. Procure também evitar quer o binge eating(i.e., comer compulsivamente), quer estar muitas horas sem comer.
  2. Exercício físico: muitos ginásios estão a disponibilizar online um conjunto de aulas de várias modalidades desportivas que, com pouco espaço, e poucos materiais, podemos facilmente seguir em casa. Qualquer que seja a sua preferência em termos de modalidade, o importante é não estar parado. Reserve sempre uma parte do seu dia para praticar exercício físico.
  3. Sono/ Descanso: é muito importante que consiga dormir o suficiente todas as noites para sentir que recuperou do seu dia. Neste sentido, siga o recomendado para a sua faixa etária (+-8h por noite). Se durante o dia sentir necessidade, pode aproveitar para fazer uma sesta. Mas, atenção, esta deve ser curta, i.e., não mais do que 20 minutos.
  4. Outras atividades que lhe dão prazer: não deixe que, de repente, a sua vida passe a ser apenas comer, dormir, estudar…. Repetir! Dedique-se, diariamente, a outras atividades que lhe tragam prazer, satisfação e bem-estar. Por exemplo, porque não cozinhar mais vezes para a família?

Este texto pretende ser um manual de consulta fácil e rápida que ajude a colmatar algumas dificuldades que pode estar a sentir quanto à manutenção dos seus hábitos e rotinas de estudo nesta época marcada pelo Covid-19. O que se pretende é que estas indicações sejam vistas como “pistas” gerais. Cabe, pois, a si, caro estudante, personalizar e adotar o que lhe fizer mais sentido, tendo em vista o sucesso académico.

Joana Carneiro Pinto, Coordenadora do Master in Psychology in Business and Economics

Categories: Faculdade de Ciências Humanas

Terça, 14/04/2020