Empregabilidade

Suit and Tie

A formação de topo na UCP e a atenção constante à evolução das características e competências exigidas pelo mercado de trabalho, contribuem para elevadas taxas de empregabilidade dos seus estudantes.

Estes encontram um acompanhamento contínuo e cuidado, efetuado pelos gabinetes de desenvolvimento de carreiras profissionais da respetiva Unidade Académica, com iniciativas que promovem a interação entre estudantes e empresas, como por exemplo: feiras de emprego, oficinas de empregabilidade, eventos com empresas no campus, estágios de verão, entre outras.

Para além do apoio dos gabinetes de carreira, o acompanhamento dos estudantes por parte de mentores e alumni também contribui para a aprendizagem sobre o mundo profissional, agilizando, desta forma, a sua inserção no mercado de trabalho.

A UCP tem, entre os seus alumni, profissionais de topo nas diversas Instituições privadas e públicas, nacionais e internacionais. A Universidade orgulha-se das capacidades e do trabalho desenvolvido pelos seus alunos, o que lhes permite ter boas perspetivas em termos profissionais. De facto, a taxa média de desemprego registado das licenciaturas e mestrados integrados dos cursos da UCP é 3.1%, um número bastante inferior aos 5.5% e 5.7% do ensino público e privado respetivamente, de acordo com os recentes dados e estatísticas de empregabilidade de cursos superiores (Portal Infocursos, base de dados de junho de 2018, desempregados registados em 2017 em relação aos diplomados no período 2012/13 - 2015/16).

A UCP tem vários cursos com as mais elevadas taxas de empregabilidade, sendo suas 17% das Licenciaturas e Mestrados Integrados nacionais com taxa de desemprego nula.