Mestrados Integrados

Alguns cursos, como Teologia e Medicina Dentária, têm uma estrutura composta por dois níveis integrados (1.º ciclo e 2.º ciclo). O ciclo integrado compreende um conjunto de unidades curriculares, a redação e a defesa de uma tese ou de um relatório de projeto ou de estágio no final do curso. Após a conclusão do mestrado integrado, com uma duração normal de dez semestres, conferindo entre 300 créditos ECTS, os estudantes recebem o grau de mestre e são considerados profissionalmente qualificados para o exercício da profissão.

Os cursos ministrados pela UCP e os graus que confere (licenciatura, mestrado e doutoramento) têm o mesmo valor e produzem os mesmos efeitos que os das Universidades estatais (Decreto-Lei nº 128/90). Este sistema baseia-se em três níveis de ciclos de estudo e está estruturado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha, que entrou em funcionamento a partir de 2006/07. Todos os cursos ministrados estão acreditados pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) e devidamente registados junto da Direção-Geral de Ensino Superior (DGES).

O antigo Instituto de Ciências da Saúde - Viseu criado em 2016 desenvolveu atividades em torno de três pilares: o Ensino, a Investigação Científica e a Prestação de Serviços. Na vertente do ensino são lecionados o Mestrado Integrado em Medicina Dentária e a Licenciatura em Ciências Biomédicas. A investigação científica decorre no âmbito da missão e objetivos do Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde (CIIS), que tem em Viseu as plataformas: ProHealth e SalivaTec. A Clínica Dentária Universitária apoia a atividade formativa do Mestrado Integrado em Medicina Dentária e presta serviços à comunidade.