FAQ

Candidaturas

Paga-se a inscrição e uma propina anual dividida por 10 prestações mensais. Pode beneficiar de bolsas de estudo atribuídas pelo Estado na sequência da Lei de Bases do Financiamento do Ensino Superior. Existe ainda um Fundo de Apoio da própria Universidade que concede redução e isenção de propinas. Há também Bolsas de Mérito para os melhores alunos.

Já não. Existiu há alguns anos e tinha o nome de "Ano Propedêutico".

Os candidatos são seriados pela Nota de Candidatura.

Pode, assim que tiver completado o ano e desde que tenha também realizado a(s) prova(s) de ingresso (exame nacional) exigida(s) para o curso. 

Pode desde que o curso seja legalmente equivalente ao ensino secundário português. No que se refere às provas de ingresso, são admitidos, em substituição dos exames das disciplinas do ensino secundário português exigidos como provas de ingresso, exames finais de disciplinas terminais análogas. Contudo, aconselha-se a que contacte rapidamente a Universidade para se certificar que reune as condições de admissão.

Não, só se pode candidatar com o 12.º ano completo.

Pode desde que realize, em exame nacional, a(s) prova(s) de ingresso exigida(s) para o curso pretendido.

Não. Apenas existe uma candidatura. Mesmo que não apresente todos os documentos necessários, pode-se candidatar condicionalmente.

A opção "Universidade Católica Portuguesa" não está incluída no concurso nacional.

O concurso aos cursos da Universidade Católica é local em Lisboa, Porto, Braga e Viseu. A candidatura é feita online dentro dos prazos indicados no calendário. 

Não, é na própria Católica.

Deve consultar o calendário que está disponível na Internet.

Habitualmente as candidaturas abrem em junho/julho.

 

Os resultados são afixados na unidade de ensino onde se candidatou. Pode também telefonar para a universidade ou consultar os resultados na internet. Tem que ter o número de candidato e o pin fornecidos quando se candidatou.

Existem. Os alunos já titulares de uma licenciatura têm de apresentar um requerimento junto da Secretaria Escolar a solicitar a inscrição, explicando as razões do seu interesse. É necessário entregar também a fotocópia do Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão e fazer um pagamento do mesmo valor da taxa de candidatura.

O valor da candidatura não é reembolsável.

Tem que consultar o calendário das candidaturas. Caso já tenha expirado o prazo indicado, pode sempre consultar a universidade para saber de eventuais vagas sobrantes.

Tem que consultar o calendário das candidaturas e fazer a sua candidatura dentro dos prazos indicados pela UCP. 

 

Sim. Mas tem de fazer candidaturas separadas em ambos os pólos.

Tem que fazer um requerimento que será analisado pela Direção da Escola, Instituto ou Faculdade a que se candidatou.
A transferência depende da nota e do número de vagas.

Não. O processo de admissão obedece a uma seriação baseada na nota de candidatura dos candidatos.

Deve entrar em contacto com a Direção da Escola, Instituto ou Faculdade e expor a situação.

Sim, para se matricular terá de pagar ao mesmo tempo a taxa de matrícula e a primeira mensalidade. Caso anule posteriormente a matrícula, este pagamento não é reembolsável.

Sim, aos cursos de Lisboa, Porto, Braga e Viseu. Tem é que enviar ou entregar pessoalmente os documentos exigidos.

Sim. Desde 2006/07, todos os cursos da UCP seguem o novo modelo de organização.

Informações gerais

Não, é uma universidade pública não estatal-Decreto-Lei 128/90, de 17 de Abril.

Sim, a Universidade dispõe de bibliotecas de várias dimensões a funcionar em todos os seus pólos. Os campi da UCP estão todos cobertos por uma rede wireless com acesso, através de portatéis, à Internet e a um conjunto alargado de serviços académicos, de conteúdos de ensino e aprendizagem, de recursos informáticos. Existem, ainda, salas e espaços equipados com computadores, com acesso à Internet, laboratórios de línguas e de investigação, etc.

Sim, sobretudo ao abrigo do programa ERASMUS. Os estudantes podem fazer 1 ou 2 semestres do seu curso numa outra universidade da União Europeia.

Sim, em todos os centros da UCP funcionam serviços específicos com o objetivo de facilitar a inserção profissional dos estudantes (organização de estágios, apresentação de empresas, apoio na elaboração de CV).