Licenciaturas

Os cursos ministrados pela UCP e os graus que confere (licenciatura, mestrado e doutoramento) têm o mesmo valor e produzem os mesmos efeitos que os das Universidades estatais (Decreto-Lei nº 128/90). Este sistema baseia-se em três ciclos de estudo e está estruturado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha, que entrou em funcionamento a partir de 2006/07.


A licenciatura (1.º ciclo) tem uma duração normal de seis a oito semestres e confere entre 180-240 créditos ECTS. Este ciclo de estudos fornece aos estudantes conhecimentos de base nas áreas científicas do curso e competências importantes para a sua empregabilidade imediata ou para o prosseguimento de estudos ao nível de mestrado (2.º ciclo).

A CATÓLICA-LISBON é hoje uma instituição de referência em Portugal, com uma reputação de excelência nos seus vários níveis de ensino: Licenciatura em Economia, Licenciatura em Gestão, Mestrados, MBA e Programas para Executivos.

A Faculdade de Ciências Humanas está organizada em 5 áreas científicas - Ciências da Comunicação, Estudos de Cultura, Filosofia, Ciências Sociais e Ciências Psico-Pedagógicas - oferecendo um total de 5 licenciaturas, 11 mestrados (com um total de 24 variantes ou especializações anuais) e 5 doutoramentos. A esta variedade somam-se ainda uma Escola de Pós-Graduação e Formação Avançada (EPGFA), com uma dezena de cursos de formato e duração variável, 2 institutos e 4 Centros de Estudo.

A Faculdade de Teologia assume como sua missão cultivar e promover, mediante a investigação científica e a docência superior, as ciências teológicas e afins; estudar a doutrina católica, haurida da Revelação divina, e expô-la ordenadamente, procurando, à luz da mesma Revelação, soluções para os problemas humanos.

O Instituto de Ciências da Saúde foi criado na Universidade Católica Portuguesa em 2004 com o objetivo de enquadrar num projeto único, nacional, todos os programas já existentes no domínio das Ciências da Saúde, e promover o seu desenvolvimento. o ICS tem vindo a consolidar formações diversas para os diferentes profissionais desenvolvendo, simultaneamente, atividades de investigação científica que têm enriquecido o acervo de uma cultura própria dos cuidados centrados na pessoa que sofre.

O Instituto de Estudos Políticos pretende ser um projecto estratégico de largo alcance e longa duração. Numa era em que o conhecimento tende a constituir a chave do desenvolvimento, este Instituto assume-se naturalmente como um projecto de futuro que pretende ser útil a Portugal e ao mundo de língua portuguesa.