Terça II

Terça II

Pai Nosso, Senhor de magestade e misericórdia,
Tu és glória e ternura
força e delicadeza.
Assim te anunciava
o arauto no cimo do monte.
Hoje os anúncios
são publicidade
e os montes são tecnologia da informação.

Felizes os que podem
experimentar a força do perdão
e encontrar, no caminho perdido,
o Pastor que anda à procura.
O Teu Jesus falou de Ti, ó Pai,
como amor que se aproxima, perdoa, cuida,
compreende, espera mudança.

As prisões superpovoadas,
os jogadores viciados,
os doentes incuráveis,
os sem abrigo
são ocasião renovada
para sermos, no Teu Cristo,
sinais do Teu cuidado
pela gente perdida.
Assim haverá novidade para anunciar.

Dá-nos a força e a ternura
para colocarmos aos ombros
do nosso encargo
os dispersos do rebanho.