Terça I

Terça I

Pai Nosso, Deus simples,
não sei se abusas da nossa simplicidade
quando, pelo profeta Isaías,
falas de desertos a florir,
de lobos a habitar com cordeiros,
leões a conviver com bois,
meninos de leite com serpentes.
Será uma utopia poética?
Quando nem as pessoas humanas
se dão umas com as outras!

Só Tu, pela presença do Teu Espírito
realizastes em Jesus Cristo essa novidade.
Só Tu, nosso Deus, nos fazes simples e disponíveis
para traduzir, na problemática situação do mundo,
estas características da vinda do Teu Reino.

Faz-nos simples, sempre em busca de mais,
conscientes dos limites e inquietos na vontade
de melhorar, já,
a qualidade da convivência humana.